Você está em: Notícias»SC reduz demanda e consumo de energia com horário de verão

SC reduz demanda e consumo de energia com horário de verão

SC reduz demanda e consumo de energia com horário de verão
Moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país deverão atrasar os relógios em uma hora a partir do próximo dia 19, quando termina o horário de verão. A medida, segundo a Celesc, representou uma redução da demanda estimada em 4,8%, e do consumo em 0,5%, em Santa Catarina. A maior redução do consumo de energia aconteceu no no horário de pico, entre 18h e 21h. Na temporada passada, entre o fim de 2015 e o início de 2016, a adoção do horário de verão reduziu a demanda por eletricidade em 2,6 mil megawatts(MW), ou 4,5% do consumo médio dessas três regiões. Segundo o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), para o consumidor final o benefício econômico é na tarifa, "pois se posterga investimentos para atender o acréscimo na demanda no horário de ponta durante os meses de outubro, novembro, dezembro, janeiro e fevereiro", afirma a Celesc. Histórico Esta foi a 41ª edição do horário de verão no país. A primeira vez ocorreu no verão de 1931/1932. O objetivo é estimular o uso racional e adequado da energia elétrica. Os dias de começo e término do horário de verão foram padronizados por um decreto de 2008. Pelo texto, os relógios são adiantados no terceiro domingo de outubro de cada ano, e voltam à sincronia habitual no terceiro domingo de fevereiro.


© 2019 - Desenvolvido por Lancer